6º Curso de Imersão em Alergia Alimentar - Ariana Yang

Sobre a Dra. Ariana Yang

  • Doutora em Ciências pela FMUSP
  • Especialista em Alergia e Imunologia Clínica
  • Atuação prática em Alergia há 20 anos, tendo foco de dedicação nas alergias alimentares desde 2003, e sendo pioneira na implantação de procedimentos diagnósticos e terapêuticos (como a dessensibilização para alimentos) em serviços de referência nacional (HC-FMUSP e HC-FCM/UNICAMP).
  • Médica assistente, coordenadora dos ambulatórios de Alergia alimentar, Dermatite atópica e Esofagite eosinofílica no HC-FMUSP e FCM/UNICAMP.
  • Diretora clínica do Instituto de Alergia Campinas (IAC), onde preparou estrutura física e humana para execução segura e eficiente, de forma otimizada, de todos os procedimentos diagnósticos e terapêuticos da especialidade de alergia.
  • Missão do curso

    A missão desse curso é ser um guia na estrada de acompanhamento das alergias alimentares. Um GUIA que segue o MAPA desenhado pelo conhecimento científico na área. 

    A Ciência permitiu grandes avanços na especialidade de alergia, e a internet facilitou o amplo acesso às informações técnico-científicas. A atualização teórica em eventos científicos e a leitura de artigos nos permite ter o MAPA da alergia alimentar em mãos. Todavia, ter segurança para dirigir a vida de nossos pacientes na estrada da alergia alimentar, demanda algo a mais: a prática. 

    Esse curso tem essa missão, estabelecer uma parceria para trazer mais do que informações atualizadas, ser um GUIA com foco na estrada que você tem a percorrer cuidando de pessoas com alergia alimentar. Nessa imersão, traremos o mapa da ciência, onde poderemos checar os destinos, os caminhos, mas faremos mais, vamos usar a experiência de quem já percorreu a estrada e te preparar para as curvas fechadas, os buracos na pista, mostrando como é possível transpor obstáculos que surgem no caminho, os quais nem sempre são previstos em detalhe, no mapa da ciência.

    Para quem?

  • Para quem já conhece o mapa, e já está na estrada mas sente alguma insegurança, ou quer se aperfeiçoar, ou acha que pode melhorar ou implementar novas práticas para diagnóstico e tratamento das alergias alimentares.
  • Ou para quem se sente inseguro para pegar a estrada, e quer saber por onde começar e busca segurança para os primeiros passos.
  • Ou para quem quer apenas conhecer melhor o mapa e/ou a estrada, para orientar seus pacientes que já estão na estrada.
  • Em outras palavras: esse curso é para médicos especialistas que atendem ou desejam começar atender casos de alergia alimentar e desejam desenvolver sua prática clínica de maneira segura e resolutiva, do diagnóstico ao seguimento e tratamento das alergias alimentares.
  •  

    Metodologia

  • Aulas teórico-práticas sobre os principais temas em alergia alimentar.
  • Ênfase na discussão de casos clínicos, situações clínicas do dia a dia.
  •  Muita interação com os participantes visando organização do raciocínio diagnóstico e terapêutico.
  • Simulação de problemas clínicos que estimulem a proposição de soluções práticas, análises de prós e contras, e auxiliem para autonomia e segurança dos médicos especialistas na tomada de decisões.
  • Compartilhar experiências sobre como planejar o acompanhamento evolutivo dos casos de alergia alimentar, a fim de otimizar as reavaliações, facilitando desfechos mais efetivos e seguros. Esse módulo terá ênfase na minha experiência pessoal (Ariana Yang) à luz do conhecimento técnico-científico atual em Alergia alimentar.
  • Aulas teórico-práticas

  • Alergia ao leite de vaca
  • Alergia a soja
  • Alergia ao ovo
  • Alergia ao trigo
  • Alergia amendoim e castanhas
  • Alergia a frutas
  • Alergia a peixes/ camarão e frutos do mar
  • Alergia a alimentos menos comuns
  • Esofagite eosinofílica e AA
  • Dermatite atópica e AA
  • APLV no lactente em aleitamento materno
  • APLV no lactente em aleitamento artificial
  • A mãe que amamenta a criança com AA
  • Alergia alimentar múltipla
  • Alergia alimentar e sobreposição com intolerâncias secundárias
  • O papel dos probióticos no contexto de alergia alimentar
  • Dificuldade alimentar: avaliação multidisciplinar
  • Discussões práticas

    Um grande diferencial desta imersão será a metodologia baseada em discussões e simulações práticas que abrangem do diagnóstico aos tratamentos ativos para alergia alimentar

    Temas estruturados para discussão prática com casos clínicos, mini-aulas, simulações e debates

    Infraestrutura para atender AA

  • Historicamente os consultórios de Alergia não tinham infraestrutura e equipe além da sala de atendimento.
  • Estrutura física para TPO e Dessenssibilização
  • Materiais e medicações (específicas e inespecíficas)
  • Equipe mínima (quais TPOs são possíveis tendo apenas e presença do médico)

  • Treinamento de equipe para atender AA

  • Equipe inclui: secretárias, equipe de limpeza, enfermagem, nutricionista (e outros Fono, TO, etc), médico
  • Treinamento médico
  • Parceria serviço transporte emergência

  • Acolhimento do paciente e família com AA

  • Ouvir a história clínica (formular hipóteses)
  • Ouvir o paciente/família (medos, crenças, desejos)
  • Comunicar percepcões, e o caminho diagnóstico e terapêutico
  • Compartilhar decisões, com atenção e sensibilidade para perceber concordâncias, ressalvas, inseguranças, ou rejeições
  • Manter-se aberto a novos dados e percepções no acompanhamento

  • Estratégia diagnóstica

  • A história. Particularidades da anamnese em Alergia alimentar
  • Seleção dos testes de sensibilização (métodos, técnicas conforme história e tipo de alimento)
  • Seleção dos alimentos/alérgenos para teste (especialmente nos casos com potencial reatividade cruzada)
  • Interpretação dos resultados (sensibilização/alergia; prognóstico e gravidade); comunicação eficiente com a família
  • Cuidados e alertas sobre restrição diagnóstica da dieta
  • Interpretação do diário alimentar (ênfase na discriminação de falsas associações
  • Indicação do TPO com história positiva ou duvidosa (necessidade/ momento/ métodos)
  • Indicação do TPO com teste positivo mas história negativa (particularidades)

  • Teste de Provocação oral

  • Check list pré-teste
  • Termo de consentimento livre e esclarecido
  • Adequar a Prescrição do TPO conforme tipo de alergia, tipo de alimento, idade do paciente, expectativa de gravidade quanto à: apresentação/preparo do alimento, quantidade, fracionamento, intervalos de doses.
  • Monitoramento: interpretação de sinais e sintomas (inespecíficos e específicos)
  • Critérios para interrupção do TPO
  • Interpretação do TPO: negativo, duvidoso, positivo, ou quando não ingestão total do alimento
  • Métodos de TPO para FPIES, Esofagite eosinofílica, Dermatite atópica, Colite/proctocolite
  • Métodos para TPO para alergia alimentar IgE mediada
  • Orientações pós-teste, quando TPO positivo, negativo ou duvidoso
  • Conduta terapêutica durante o TPO

  • Módulo específico para TPO

  • TPO para diagnóstico
  • TPO para tolerância
  • TPO para FPIES
  • TPO de baixa dose (TES)
  • TPO para avaliar limiar de reatividade

  • Acolhimento das necessidades do paciente/família após diagnóstico confirmado

  • Comunicação de plano de acompanhamento conforme cada tipo de alergia (IgE mediada, EoE, DA, FPIES, Não IgE), tipo de alimento
  • Ouvir e esclarecer dúvidas do paciente/família (compartilhar experiência pessoal sobre estreitar laços de confiança para o seguimento
  • Planejamento nutricional
  • Seguimento e avaliação de tolerância

  • Acompanhamento do estado nutricional
  • Periodicidade do TPO conforme tipo de alergia e alimento
  • Interpretar sinais clínicos e laboratoriais de tolerância
  • Individualizar momento para TPO de tolerância
  • Métodos para TPO de tolerância
  • Quando avaliar tolerância parcial
  • Quando considerar alergia persistente e comunicar paciente/família
  • Quando indicar algum tipo de tratamento ativo para alergia alimentar
  • Imunoterapia para alergia alimentar

  • Protocolos baked leite e ovo
  • Dessenssibilização oral para alergia alimentar
  • Imunobiológicos em alergia alimentar

  • Imunobiológicos para alergia alimentar

  • Quando indicar
  • Como iniciar
  • Como monitorar resposta
  • Método de decisão compartilhada em alergia alimentar como forma de melhorar aderência e confiança do paciente/família

  • Tomar decisões compartilhadas com o paciente/família requer mudanças no modelo tradicional da relação médico-paciente. A tomada de decisão compartilhada é uma ideia disruptiva porque exige mudanças no poder e no controle das interações entre médicos e pacientes.
  • A tomada de decisão compartilhada é mais do que estar atento às necessidades ou preocupações dos pacientes. Compartilhar decisões sinaliza o fim da visão de que "os médicos sabem tudo" e o fim de fazer recomendações sem considerar como podemos nos alinhar com o que é importante para os pacientes, informados pelas melhores informações disponíveis quanto aos cuidados de saúde baseados em evidências. No entanto, essa mudança claramente não é fácil, especialmente para aqueles cujas atitudes são moldadas por treinamento, orientação e modelos que historicamente prestaram menos atenção às opiniões e preferências dos pacientes. Discutiremos um modelo de decisão compartilhada e como podemos implementar em nossa prática clínica.
  • Nesse processo se desenvolve a capacidade ouvir, analisar e discutir dados, ciente de seus preconceitos, bem como a capacidade de assumir responsabilidades, aceitar falhas e se dispor a reaprender ou redirecionar as decisões conforme os resultados delas.
  • Horários e local do curso

  • 27/06: 13h às 19h
  • 28/06 e 29/06: 8h às 18:30h
  • Av. Pref. José Roberto Magalhães Teixeira, 150 - Cidade Universitária, Campinas - SP, 13083-891 - Auditório Principal
  • Público Alvo

  • Alergistas e Imunologistas
  • Gastroenterologistas
  • pagamentocurso2_5019

    Política de Cancelamento:

    1 - Quando a desistência ocorrer até 30 (trinta) dias do início do curso, será restituído 95% do valor pago.

    2 -  Quando a desistência ocorrer em um prazo inferiora 30 (trinta) dias do início do curso, será restituído 50% do valor pago.

    INSCREVA-SE JÁ!
    VAGAS LIMITADAS

    Ir para o site
    console.log("teste ");
    X